NOTÍCIAS

Sono no Bebê

10/05/2017

O Sono é um um processo importantíssimo na infância pois ele é necessário para desenvolvimento cerebral, crescimento, aprendizado e manutenção do funcionamento de nosso corpo. 
Inicialmente, o Sono é reflexo, ele simplesmente se cansa e dorme. Com o passar dos meses esse reflexo, como todos os outros do bebê, é suprimido e o sono passa a demandar uma participação ativa da criança e das pessoas que o cercam.
A Dica mais importante em relação ao sono é que os dois principais inimigos do sono da criança são o "Excesso de Cansaço ou Falta de Limite" e o "Excesso de Estímulos". 


Primeiros Meses
No primeiro mês seu bebê dormirá muito, mas não existe um padrão de sono diurno/noturno sendo comuns bebês trocando o dia pela noite.
Para ajudá-lo a corrigir isso, sempre gere um contraste importante entre o dia (claro, com barulhos, com agitação e muito estímulo) e a noite (escuro, silencioso, pouco estímulo).
No período entre 2 e 6 meses, existe a consolidação do sono que significa "dormir a noite toda" sem a intervenção dos pais para a amamentação, troca de fraldas ou ninadas. Isso ocorre naturalmente, podendo associações errôneas geradas pelos pais, como mamar apenas porque chorou ou acordou, ou doenças como Cólica do Lactente, Refluxo, obstrução nasal e etc, induzirem a criança a não evoluir dessa maneira.
Bebês devem dormir no mesmo quarto dos Pais até pelo menos 6 meses, em berço, carrinho ou bebe conforto, nunca na cama dos pais, sempre de barriga para cima e o local de dormir não deve ter protetores, cobertas, mantas, travesseiros e etc, com isso você evita o risco de Síndrome da Morte Súbita.


Dos 6 Meses aos 2 anos
Até o primeiro ano de vida entre 80-90% das crianças já dormem a noite toda e a partir de agora o grande problema será que ao aprender a dormir, seu filho também sabe muito bem quando está ficando com sono e o que ele deve fazer para espantar o sono:
•    Coçar os cabelos, olhos, puxar a orelha ou esfregar o rosto
•    Rir ou buscar estímulos externos, basicamente procurando um adulto que brinque e o estimule para espantar o sono
•    Chorar logo que dormir ou fechar os olhos
•    Fazer a Clássica Birra de Dormir.
•    Hiperatividade: se parar => dorme
Por conta disso, os Pais devem perceber quando os filhos estão cansados para que as crianças não durmam apenas por esgotamento e evitando efeitos deletérios por dormir pouco.


Dr. Christian Helfstein – CRM 119.947 – Médico Pediatra e fundador do site Pediatriavirtual.com

VOLTAR